× Imagem em primeiro plano
top of page

História e perfil

Em 2010, o desenvolvimento econômico registrado por Pernambuco chamava a atenção. A economia crescia acima da média nacional e o número de novos empreendimentos que chegavam ao Estado aumentava a cada ano. Para continuar crescendo em ritmo acelerado, foi preciso estimular não apenas os grandes empreendimentos, mas, principalmente, interiorizar o desenvolvimento econômico e impulsionar os negócios das micro, pequenas e médias empresas e também dos empreendedores(as) individuais, tanto os formais quanto os informais.

Nesse sentido, foi criada, em 2011, a Agência de Fomento do Estado de Pernambuco (Agefepe), uma instituição financeira que atua em regime de economia mista e é integrante da administração indireta do Governo do Estado de Pernambuco. Naquele momento, a Agefepe nasceu vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDEC-PE).

A mudança do nome da instituição para Agência de Empreendedorismo de Pernambuco (AGE) aconteceu em outubro de 2019, com o lançamento de um novo programa de m
icrocrédito. A nova denominação buscou reforçar a ampliação de seu papel no apoio ao empreendedorismo, realçando sua função social de promover a geração de ocupação e renda para os micro e pequenos empreendedores.
 
A partir daí, a AGE passou a ser vinculada à então Secretaria de Trabalho, Emprego e Qualificação (S
eteq-PE), atual Secretaria de Desenvolvimento Profissional e Empreendedorismo (Sedepe). 

Entre as atividades da agência está, ainda, integrar o empresariado local, apoiando a modernização e a inovação das empresas, e estimulando a descentralização da economia. O trabalho da AGE é focado em estruturar e viabilizar financeiramente os projetos considerados prioritários para o desenvolvimento de diversos setores da economia pernambucana, por meio da concessão de crédito para empresas sediadas exclusivamente no Estado.

Em 2019, quando o novo programa de microcrédito teve início, as contratações de linhas de financiamento estavam ainda num crescente, chegando a R$ 12 milhões, contemplando 1,9 mil beneficiários. Já nos anos de 2020 e 2021, a AGE injetou mais de R$ 72,1 milhões na economia de Pernambuco por meio de financiamentos a 25.480 mil pessoas e empresas de todas as regiões do Estado. Em 2022, foram liberados R$ 31,8 milhões, com 13.226 mil beneficiários, sejam os empresários de maior porte ou os micro e pequenos empreendedores(as), entre formais e informais.

Dessa forma, a AGE estimula o aumento da competitividade, internaliza os efeitos positivos do avanço econômico e ajuda a transformar a vida das pessoas. Para realizar esse trabalho, a instituição conta com o apoio de parceiros como o Banco do Nordeste do Brasil (BNB), a Associação Brasileira de Instituições Financeiras de Desenvolvimento (ABDE), o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), entre outros.

A Agência de Empreendedorismo de Pernambuco é responsável pela administração do Fundo de Inovação do Estado de Pernambuco (Inovar-PE), conforme estabelecido no Decreto Nº 40.606, de 3 de abril de 2014, vinculado à Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de Pernambuco (SECTI), o Fundo para Fomento a Programas Especiais de Pernambuco (Fupes-PE), conforme estabelecido no Decreto Nº 40.502, DE 19 de março de 2014, vinculado à Sedepe, Fundo de Eficiência Hídrica e Energética de Pernambuco (FEHEPE), conforme estabelecido na Lei n. 14.666, de 18 de maio de 2012, vinculado à Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Pernambuco (Semas-PE).

Missão

Fomentar o desenvolvimento econômico e social, por meio da oferta de crédito voltado para sustentabilidade e geração de valor para os negócios em Pernambuco.

 

Visão

Ser reconhecida como instituição financeira de referência na condição de acesso ao crédito junto aos empreendedores pernambucanos.

Valores

  • Sustentabilidade

  • Inovação

  • Ética

  • Transparência

  • Qualidade

  • Eficiência

bottom of page