× Imagem em primeiro plano
top of page

Governo do Estado facilita crédito para participação do artesão na Fenearte

Financiamento auxiliou 84 empreendedores e empreendedoras do setor de artesanato para a compra de estandes da feira este ano



Um total de 84 artesãos e artesãs buscaram a linha de crédito Fenearte junto à Agência de Empreendedorismo de Pernambuco (AGE), em 2021. O financiamento é exclusivamente voltado para a compra de estandes entre os selecionados para a 21ª edição da feira, que ocorrerá de 10 a 19 de dezembro, no Centro de Convenções, em Olinda.


A linha de crédito é resultado de políticas públicas de manutenção da cadeia produtiva do artesanato e da economia criativa, numa ação conjunta do Governo do Estado, através da parceria entre a AGE e a Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (ADEPE), ligadas, respectivamente, às Secretarias do Trabalho, Emprego e Qualificação (SETEQ) e de Desenvolvimento Econômico do Estado (SDEC). “A linha de crédito funciona como um apoio importante para que os artesãos possam garantir sua participação na feira”, ressalta Antonio Jácome, superintendente de Pequenos Negócios da AGE.


De 2015 até o ano passado, foram financiados 874 estandes, movimentando R$ 2.275.304,00. Nos anos anteriores, a pessoa começava a pagar antes da feira. Agora, o primeiro boleto deve ser pago somente em janeiro de 2022 e com o valor podendo ser dividido em até nove meses. Os valores foram a partir de R$ 2.072,48, no caso de estande individual ou de associações, indo até R$ 15 mil, para os espaços de café, na Praça de Alimentação. A taxa de juros é a mesma do Crédito Popular. Ou seja, de 0,50% ao mês, para quem quitar as parcelas em dia.


Armorial - O tema desta 21ª edição será o Movimento Armorial, iniciativa artística-cultural idealizada pelo escritor e dramaturgo Ariano Suassuna. O Movimento teve como propósito criar uma arte erudita por meio dos elementos e riqueza de nossa cultura popular. Este ano, também está sendo comemorado o cinquentenário do romance “A Pedra do Reino”, de autoria de Ariano, lançado em 1971, um dos ícones estéticos do Movimento.


Mesmo com o avanço da vacinação e a diminuição nos índices sanitários relacionados à pandemia, a Fenearte em 2021 seguirá todas as exigências e protocolos estabelecidos pelo Comitê de Enfrentamento ao Covid-19 em Pernambuco, buscando proporcionar um ambiente mais seguro para o público e expositores.

bottom of page