× Imagem em primeiro plano
top of page

AGE recebe visita da Agência de Desenvolvimento do Ceará

Comitiva institucional da Adece também está acompanhada de representantes da COOP ASDIS Microfinanças, de Cabo Verde, na África


Um dos intuitos da troca de experiências com Pernambuco é buscar informações para a regulamentação da agência de fomento em território cearense. Foto: AGE/Divulgação.

Estamos recebendo a visita institucional das comitivas da Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece), e da COOP ASDIS Microfinanças, de Cabo Verde, na África, nesta quarta e quinta-feiras (18 e 19 de outubro), na sede da AGE no Bairro do Recife (rua do Apolo, 81). É uma forma de compartilhar conhecimentos para além das fronteiras geográficas de Pernambuco, com as equipes fazendo um intercâmbio sobre o funcionamento desta área em cada Estado e procurando compreender como são pensadas e executadas as políticas públicas voltadas ao fomento e ao microcrédito em outros locais. “Fomos indicados para essa visita pela ABDE e pelo Banco Central, por nossas novas estruturas e ideias. Estamos trocando informações muito importantes, numa integração em que aprendemos de forma conjunta, algo que serve para o Brasil todo e para a gente também”, destaca a diretora-presidente da AGE, Angella Mochel.

Para a instituição cearense, a troca de experiências será válida para buscar informações, pois eles estão em processo de formatação da sua própria agência de fomento, em fase de regulamentação junto ao Banco Central. A Adece está representada pela diretora de Economia Popular e Solidária da instituição, Silvana Parente, e pela gerente de Políticas, Programas e Parcerias, Conceição Faheina. PROGRAMAS GOVERNAMENTAIS - “Não temos ainda uma agência de fomento regulada junto ao Banco Central. Trabalhamos com uma diretoria que faz o Microcrédito Produtivo Orientado (MPO), dentro da Adece. Já contamos com uma escala de 50 mil clientes e mais de R$ 100 milhões aplicados, desde a pandemia, mas temos que nos formalizar. Está sendo uma troca muito rica, sobre o que já avançamos como política pública estadual, e para aprender sobre a parte de legislação, compliance, administração de fundos”, explica Silvana Parente, que agradece pela acolhida.


Já a COOP ASDIS Microfinanças, de Cabo Verde, está representada pelas agente de crédito Ana Tavares, pela contabilista Erika Pereira, além da Auditora Interna, Romina de Pina. entender a dinâmica de atuação do microcrédito, sua operacionalização e ajustes para constituição de um Microbanco em seu país.



コメント


bottom of page