× Imagem em primeiro plano
top of page

AGE inicia ação junto aos permissionários e comerciantes do Ceasa

Parceria entre agência de fomento e centro de distribuição volta a acontecer nos dias 2 e 3 de abril


Analistas e agentes de crédito da AGE reforçarão oferta de recursos para impulsionar os negócios dos permissionários e comerciantes do Centro de Abastecimento. Foto: AGE/Divulgação.

Permissionários e comerciantes do Centro de Abastecimento e Logística de Pernambuco (Ceasa) receberam, nesta quarta-feira (20), equipes da área de Operações e Negócios da Agência de Empreendedorismo de Pernambuco (AGE). Essa parceria visa garantir aos empreendedores e micro e pequenos empresários locais acesso às linhas de crédito disponíveis na agência. A ação foi realizada, ainda, com o objetivo de esclarecer dúvidas e dar orientações sobre o preenchimento do pré-cadastro para ter acesso ao financiamento.

O atendimento ocorreu tanto na sede da Associação dos Usuários e Comerciantes do Ceasa/Recife (Assucere), quanto de forma itinerante, com os analistas e agentes de crédito da AGE percorrendo os galpões onde são vendidos frutas, legumes e verduras, entre outros itens.

A expectativa é que as equipes da agência de fomento retornem ao Ceasa nos dias 2 e 3 de abril para ampliar o alcance junto aos empreendedores e comerciantes, garantindo que eles tenham como solicitar o crédito para expandir seus negócios. FINANCIAMENTOS - “Foi um dia muito produtivo no Ceasa. Apresentamos as opções de financiamento da AGE, prospectamos novos clientes e realizamos pré-cadastro de pessoas já interessadas em ser cliente da agência. A nossa meta, agora, é fortalecer essa parceria, com novas ações e projetos”, adiantou a diretora de Operações e Negócios da AGE, Ivete Lacerda.

Entre as linhas de financiamento disponíveis estão o AGE Microcrédito e o AGE Empresas. Na primeira, voltada para os trabalhadores informais, são oferecidos recursos que vão até R$ 3 mil. Já na segunda, o financiamento pode ser de até R$ 21 mil, para quem é Microempreendedor Individual (MEI), chegando a R$ 3 milhões, dependendo do porte da empresa e da capacidade de pagamento.


Comments


bottom of page