× Imagem em primeiro plano
top of page

AGE financia estandes para empreendedores de alimentação na Fenearte

Iniciativa tem o objetivo de facilitar a aquisição dos espaços pelos comerciantes selecionados para a 23ª edição da feira


Reinaldo Lins, Rosângela Santos e Albani Teixeira, na sede da AGE

O apoio da AGE aos participantes da Feira Nacional de Negócios do Artesanato (Fenearte) não se resume apenas aos artesãos. Também financiamos os estandes para a Praça de Alimentação do evento, que realizará sua 23ª edição no período de 5 a 16 de julho, no Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda. Foi o que ocorreu pela segunda vez com a microempresa Rosângela Santos, da Rosa Brigadeiros, para que sua participação na Fenearte fosse possível.


A empresa de Rosângela, a Rosa, e de seu companheiro, Reinaldo Lins, existe desde 2016, mas foi formalizada há apenas dois anos. A loja, que hoje funciona no Curado, em Jaboatão dos Guararapes, no segundo semestre deve se mudar para um ponto alugado no bairro de Santo Antônio, no Centro do Recife.


“A participação da Fenearte mudou a vida da gente. E sem a AGE isso não seria possível”, comemora Rosa, por ter tido o acesso à linha de crédito. “Vendemos doces e salgados forneados, como quiches e empadas. Resolvemos investir não somente na produção, mas também no delivery e pronta-entrega”, conta a comerciante, que foi atendida pela agente de crédito Albani Teixeira.

Ela lembra que o movimento durante a feira é muito intenso e abre a janela para ampliar os contatos para clientes o ano inteiro. “Nosso carro-chefe é o brigadeiro belga, mas o bolo de noiva e o brownie têm muita saída também”, revela.


REI DO ACARAJÉ - Outro exemplo de empreendedores que obtiveram com a AGE a linha de crédito para financiar o estande é o casal Thaiza Veras e Mário Sérgio Brito. Juntos, eles montaram o Rei do Acarajé, que existe desde 2016 e hoje fica localizado ao lado do Shopping Patteo, em Olinda.


É a segunda vez que os comerciantes são selecionados para a Praça de Alimentação do evento e buscam o crédito para financiar o estande. “Desde que fomos aprovados na curadoria da Fenearte, o apoio da AGE foi fundamental para participarmos”, garante Thaiza.


Durante o período do evento, a equipe do Rei do Acarajé, que tem três funcionários, aumenta e chega a 12 pessoas. Por dia, eles conseguem vender até 700 acarajés, o bolinho de feijão-fradinho frito em óleo de dendê e recheado com camarão seco, vatapá, salada, com opção de ser temperado com pimenta. Thaiza e Sérgio também oferecem um acarajé vegano, sem utilizar o camarão em sua receita.


Outros produtos que comercializam no evento são o abará (a mesma massa do acarajé, cozida na palha de bananeira); bolinho de estudante, feito com tapioca e banana real, um pastel com a fruta no recheio, salpicado com açúcar e canela


CRÉDITO - De 2015 até o ano passado, a AGE já financiou 1.050 estandes da Fenearte, movimentando mais de R$ 2,5 milhões na economia local. Para ter acesso à linha de crédito, é preciso ter sido selecionado para a Feira nas categorias Individual Pernambuco, Alimentação, Associações e Redes Solidárias. O empreendedor (a) contou com recursos de até R$ 21 mil, com taxa de juros de 0,50% ao mês, para quem pagar as parcelas em dia e receber o bônus de adimplência. O prazo de pagamento é de quatro a nove meses.


Também é necessário ser residente e estar empreendendo no território do Estado de Pernambuco, possuindo pelo menos seis meses de faturamento comprovado. A linha de crédito foi disponibilizada tanto para empreendedores quanto para prestadores de serviço formalizados como MEI (Microempreendedor Individual) e também para os não formalizados, ou seja, os empreendedores informais (pessoa física). Em caso de dúvidas, o contato deve ser feito pelo telefone/ WhatsApp da AGE no (81) 3183-7450.

Comments


bottom of page