× Imagem em primeiro plano
top of page

Acesso ao microcrédito pode chegar aos permissionários da Ceasa-PE

Diretora-presidente da AGE, Angella Mochel, teve reunião com o presidente da central de abastecimento pernambucana, Bruno Rodrigues


Presidente do Ceasa, Bruno Rodrigues, ladeado por parte da equipe da diretoria da AGE. Foto: AGE/Divulgação

Principal central de abastecimento do Nordeste e o 4º maior do Brasil, o Centro de Abastecimento e Logística de Pernambuco (Ceasa-PE), no Curado, funciona numa área construída de 325 mil metros quadrados, que abriga 1.350 permissionários fixos e mais cerca de 500 que trabalham alugando os espaços dos boxes, para vender seus produtos alimentícios e de suprimentos. A diretora-presidente da AGE, Angella Mochel, e equipe foram recebidos pelo presidente da instituição, Bruno Rodrigues, na manhã desta sexta-feira (14/07), para uma reunião em que conversaram sobre a possibilidade de disponibilizar o microcrédito para esse público.


“Estamos numa fase de articulações e de escutar qual a necessidade de cada setor. Iremos aonde identificarmos que há a possibilidade de fazermos ações mais específicas e estabelecermos parcerias, seja dentro do Governo do Estado ou fora dele”, explica Angella, que está no comando da agência de fomento estadual desde o mês de abril.


Ivete Lacerda, Angella Mochel e Bruno Rodrigues

QUALIFICAÇÃO - A presidente da Agência de Fomento do Estado explicou que, no caso da linha de microcrédito, o recurso disponível para cada cliente é de até R$ 21 mil. A gestora destacou que, a partir da parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Profissional e Empreendedorismo (SEDEPE), à qual a AGE é vinculada, as linhas de crédito e financiamento da AGE serão farão parte de um projeto maior, que envolve a qualificação profissional dos empreendedores.


Já a diretoria do Ceasa tem o objetivo de expandir, até dezembro deste ano, ainda mais as vendas, chegando também às cidades do interior de Pernambuco, com a inauguração de mini unidades da central de abastecimento, com previsão de a primeira ser instalada em Santa Maria da Boa Vista, no Sertão pernambucano. “Estamos avaliando, a partir de um grande estudo do perfil socioeconômico de cada região. Mas a previsão é de termos até seis destas unidades em funcionamento, como um indutor de crescimento para as cidades. E com a previsão de inaugurarmos duas delas ainda este ano”, ressaltou o presidente da Ceasa-PE.


Na reunião na Ceasa-PE, Angella Mochel esteve acompanhada da diretora de Negócios da AGE, Ivete Lacerda; do superintendente de Pequenos Negócios, Antonio Jácome e do gerente de Análise de Dados, Raphael Demery.


Commenti


bottom of page